O CENA DIVERSA aposta na inclusão de PESSOAS COM DEFICIÊNCIA na cadeia de produção de bens simbólicos e saberes a respeito da arte, CULTURA e SOCIEDADE.

oCENADIVERSA

é um testemunho vivo da expertise dos sujeitos cuja deficiência se transforma em potência; potência cênica e potência de vida. 

 

asOBRAS

Os espetáculos "Pele" com cadeirantes e "Quando Acordar a Cidade" com cegos e a performance "Slam Corpo Grita" com surdos, construídos na 1a edição serão novamente levados a público em apresentações em Vitória, Anchieta e Serra.

trabalhoEMREDE

Interessa-nos ativar apoios e parcerias

de todas as ordens: entidades, grupos de pesquisa, instituições publicas ou privadas, coletivos e pessoas que trabalhem com inclusão, arte, educação, cultura, literatura, artes visuais ou outras atividades complementares, para possíveis ações em conjunto e para que o projeto possa chegar ao seu público-alvo.

aDIREÇÃO

é da encenadora e cineasta Rejane Arruda, doutora pela ECA-USP, que se dedica à Arte como locus de afirmação da cidadania, vida, respeito e direito à diferença, ampliação do olhar e processo de subjetivação - desde 2006 no Centro de Pesquisa em Experimentação Cênica do Ator (CEPECA-USP), e a partir de 2014 no grupo Poéticas da Cena Contemporânea (UVV e SOCA), no Espírito Santo.

aARTE

surge como voz do sujeito contemporâneo, promovendo o reconhecimento de si, trabalhando criativamente poéticas que acolhem as suas especificidades;  dispositivo de formação, artística e intelectual, e de inclusão social.

aÇÃOCOMUNIDADE

O Cena Diversa oferece ações formativas nas comunidades de Praia Mole, Ponta de Ubú e Aracruz.

aPRIMEIRAedição

foi desenvolvida em 2019 com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo e recursos do FUNCULTURA.

aNOVAedição

conta com o patrocínio da Wilson Sons, a parceria da Cia Poéticas da Cena Contemporânea e o apoio dos coletivos D'Pretos, CiAtua e Cia Motriz, Instituto Luiz Braille do Espírito Santo, União de Cegos D. Pedro II, Centro de Convivência da Pessoa com Deficiência e Secretaria da Cultura do Espírito Santo (SECULT).

asOFICINAS

são oferecidas gratuitamente para pessoas com deficiência visual; pessoas com deficiência física, cadeirantes e andantes; surdos  intérpretes e ouvintes; alunos e professores da rede pública. O conteúdo das aulas inclui o Teatro e dispositivos utilizados na Cena contemporânea como o Cinema, a Fotografia e o Video.

As oficinas consolidam novos processos criativos gerando novos produtos para o público, levando a cabo o objetivo do Cena Diversa: a inclusão de PCDs na cena teatral e cultural capixaba.

WORK IN
PROGRESS
PROCESSOS CRIATIVOS
 

Nesta edição iremos trabalhar com os cegos, nova encenação com conteúdo e linguagem voltados para crianças.

 

A SOCA publica e-books com textos produzidos a partir de processos criativos, pesquisa e debates. Os e-books são distribuídos gratuitamente.

 

PESQUISA
E-BOOK

O projeto está aberto a pesquisadores, professores, alunos e estagiários, de escolas ou universidades públicas, para campo de atuação e possibilidade de publicação em livro editado pela SOCA.

 

São acolhidos também PCDs com prótese ou qualquer outra limitação de locomoção - e não apenas cadeirantes (como na primeira edição do projeto quando foi criado o espetáculo "Pele").

 

PCDs
AMPLIAÇÃO 

Nossa equipe está engajada em receber cada pessoa atendendo às demandas de cada singularidade e diferença.

Mesa redonda com especialistas  engatilha

a reflexão.

 

DEBATE&
REFLEXÃO
 

Os debates acontecem logo

após os espetáculos.

 

título cena diversa escrito em lertas diversas sobre fundo amarelo e azul.
scc_linha.png